quarta-feira, 2 de junho de 2010

Marco, um marco

No meu aniversário do ano passado, minha amiga Pat resolveu inventar moda e, ajudada pela minha sobrinha Lara e por sua filhinha Luísa, comemorou aquilo que deveria ser meu marco zero, meu recomeçar. Sempre achei os marcos importantes, encorajadores, estimulantes. Mas, não podia imaginar que aquele aniversário com bolo de sorvete representaria o início de uma época tão feliz em minha vida. Mal sabíamos, até então, que menos de dez dias depois de assoprar aquela vela em forma de zero, eu conheceria, justamente, o Marco.

Antes dele, mesmo com coisas interessantes acontecendo na minha vida o tempo todo, a impressão que eu tinha era de que nada, absolutamente nada, mudava. Alteravam nomes, amores, trabalhos, carros, cabelos, roupas, mas eu continuava a mesma, na mesma. Mas, o Marco chegou atendendo meu pedido de ter um amor feinho, feito aquele de Adélia Prado. Um amor simples, como são os amores de verdade. 

Chegou plantando beijos e carinhos, fazendo o que não dizia e, igual fé, estava lá e pronto. Incontestável. Com uma simplicidade espantosa e confortadora, resolveu ficar. Pra sempre. Marco, o meu Marco Zero, me pediu em casamento na tarde do feriado do dia 24 de maio.

Passou quatro meses tentando achar um jeito romântico de me perguntar se eu gostaria de passar a vida ao seu lado mas, honrando seu jeito de ser, foi lá e fez: sem firulas, sem joelho no chão ou alianças caras. Tinha o olho brilhando de emoção, a mão levemente trêmula, mas firmeza ao falar do seu amor. Ele não sabia, mas nada podia ser mais 'feinho'.

Daqui a alguns poucos meses, vamos seguir nosso caminho juntos. E, a cada amanhecer, “plantar beijos de três cores ao redor da casa.”


Amor Feinho


Eu quero amor feinho.

Amor feinho não olha um pro outro.

Uma vez encontrado, é igual fé,

não teologa mais.

Duro de forte, o amor feinho é magro, doido por sexo

e filhos tem os quantos haja.

Tudo que não fala, faz.

Planta beijo de três cores ao redor da casa

e saudade roxa e branca,

da comum e da dobrada.

Amor feinho é bom porque não fica velho.

Cuida do essencial; o que brilha nos olhos é o que é:

eu sou homem você é mulher.

Amor feinho não tem ilusão,

o que ele tem é esperança:

eu TENHO UM amor feinho.

19 comentários:

Igor A. disse...

Desceu uma lagrimazinha aqui. Ah, que amor mais bonito - digo, feinho!

Myrelle disse...

Leozinha, tava aqui checando meus blogs preferidos na madrugada e caí onde? no seu, óbvio!!!rs e fazendo o que? tomando uma boa e saborosa caneca de café, que vc bem sabe, amoooooo!!!rs to emocionada com essa postagem sobre sua história e do Marco, com final feliz...é isso aí amiga, o amor que sonhamos e tanto idealizamos está na simplicidade...Não exige palavras cultas, roupas da moda, grandes acontecimentos, nem presentes caros...ele fala por si só através de um pequeno gesto, um olhar, um sorriso brejeiro, um colinho...por incrível que pareça tá passando uma música antiga do grupo Jota Quest na rádio, nem lembro o nome!!!rs, que cabe muito bem nesse amor "feinho"...ela diz assim: "Eu quero ficar só
mais comigo só eu não consigo...
Eu quero ficar junto...Mas sozinho só não é possível...É preciso amar direito...Um amor de qualquer jeito...Ser amor a qualquer hora..Ser amor de corpo inteiro...amor de dentro pra fora...quero um amor maior, um amor maior que eu!"

Que esse amor "feinho" inunde os corações de vocês com muita luz, esperança, felicidade genuína, serenidade, alegria, paz, muita paz...que ele seja construído em alicerces simples, mais fortes, eternos, embalado pela doce presença do Pai celestial...que seja ele a guiá-los nesse caminho que trilharão juntos pela vida afora...felicidades mil, amiga, você, mais que ninguém, merece demais! Te adoro de montão, grande beijo, My.

Cristian de Almeida disse...

Meu ultimo post trata bem disso, felicidade exacerbada.. não tem nada de errado em sermos felizes e dizer aos sete ventos, e nada melhor pra nós amigos saber que nossos queridos estão bem e radiantes!!
Desejo a esse amor "feinho" longa vida, que te traga nada muito complicado e somente a simples felicidade, você
merece! Meus parabéns pela "novidade" e como não podia deixar de ser,estarei de longe sempre
torcendo!!
Bjooo enorme!

Gil disse...

Fico feliz por ti, não é todo dia que podemos amar e nos sentir amados. Confesso que senti uma invejinha branda... Mas, enfim, saiba que torço por sua felicidade.
Texto muito bacana, sensível, como tudo que você faz.
:)

Cleomar Almeida disse...

Ao ler este texto, tudo se transformou em cenas que denotam atitudes grandiosas de pessoas comuns! Marco e Nina, isso é só o início de uma enorme história. Parabéns!!!

:-) & :-)

Deire Assis disse...

Nina, querida... quanta felicidade aí... Que seus dias ao lado de quem você quer ao seu lado sejam de luz.
Bjo enorme!

Clau Finotti disse...

Aline, mandei o link no Orkut, mas por via das dúvidas:

http://claufinotti.blogspot.com/2010/06/bodas-de-madeira.html

Bjos e fica com Deus!

Clau

Kenya disse...

Mravilhoso ler histórias assim. Fico muito feliz em saber que o amor ainda existe. Num mundo onde o não se preza o respeito entre as pessoas, ler isso dá uma injeção de ânimo.
Leia eusimplesmente.wordpress.com
Grandre abç e que seja muito feliz na nova vida q vai começar e q eu estou há vinte anos.rsrs

Ana Flavia disse...

Nina, querida cunhada,
que lindo texto!! Fiquei muito emocionada ao ler este texto e poder ver essa felicidade nos olhos de vocês!
Bjo

Maísa disse...

MAÍSA: Lindas historias de amor acabam sempre de maneira feia. É verdade. Um amor feinho, comum, sempre vai superar as expectativas. Mas tava escrevito aline, era pra ser! Eu nunca escqueço de voce contanto um caso que aconteceu com vcs dois e dizendo: "Pode gente uma coisa dessa? Eu tenho mesmo é que casar com esse homem e ama-lo pro resto da minha vida". Desde entao ja deu pra perceber que ele era diferente e que veio realmente pra te fazer feliz. Muita felicidade entao viu! Você merece. Parabens.

Aucilene disse...

Ih, igual ao Igor, também desceu uma lagrimazinha aqui.

Felicidades!

Luisa disse...

Que este amor seja sempre leve como Adélia Prado e sempre feliz como vocês merecem. Lindo texto!

Luciene disse...

Ai q lindo!
Que amor feinho mais lindo!
Muitas felicidades!!!!
Vc merece demais!!!
Bjobjo

Marco A. Vigario disse...

... :-)

Marco A. Vigario disse...

Amo você!

Maíra disse...

Vim aqui só para dizer novamente que estou muito feliz com a sua felicidade, amiguinha!
Muitas e muitas alegrias pra você, sempre!
Beijo grande!

Fernando disse...

Roxelle, acho que nunca deixei um comentário no seu blog, apesar de sempre me deliciar com seus textos. Agora, não teve jeito. Tenho que parabenizá-los. Estou muito feliz por vocês.

Josi disse...

¡Hola buenas!

Acabo de ver tu blog y para mi es interesante y tengo que felicitarte, te animo.

Mi blog es: http://sordobierzo.blogspot.com/

Muchas gracias.

Un saludo

Cejane disse...

Como sempre retardatária... fiquei muito feliz com todas as notícias. Casamento, bebê e casamento antecipado. Vc merece toda essa felicidade que está vivenciando e muito mais ainda no futuro!
Beijão no coração!