quarta-feira, 16 de julho de 2008

Enfim faz sentido!

Descobri que a felicidade é muda.
E que te usa como mímica.

7 comentários:

João Neto disse...

Descobri que a felicidade pode ser surda também e que ela assusta.

Andrea Regis disse...

é cega, mas tem tato!

Pablo Alcântara disse...

É, e acha que você tem um parafuso a menos quem de longe te olha. abração rocheneles, legal descobrir esse seu cantinho (tem café aí na caneca?).

Rimene Amaral disse...

é cega, surda, muda e distante. mas para quem a sente é uma visão inimaginável, uma sinfonia ensurdecedora e um grito de emoção. mas tudo pertinho que é prá não perder a razão.

Pablo Alcântara disse...

Ô, valeu pela cortesia Alinuscas! Até que eu não sou relapso nas escrevinhações do blog, mas a propaganda é falha. Preciso fazer um 'geladeira news' dele. O cafezinho da caneca aí é o clássico sem açúcar?

Maíra disse...

Felicidade é presença...

Cássia disse...

Gosto disso.