terça-feira, 15 de julho de 2008

Pra minha amiga Cejane

Porque poesia sempre faz bem à alma e porque sei que você entende:

A morte é indolor.
O que dói nela é o nada que a vida faz do amor.
Sopro a flauta encantada e não dá nenhum som.
Levo uma pena leve de não ter sido bom.
E no coração, neve.

Thiago de Mello

2 comentários:

Projeto Reticere disse...

Muito legal por aqui, parabéns srta. Nina.
Li que você anda ouvindo muito a outra Nina, a Simone... então somos dois, baixei a discografia dela e tô xonado na mulher... fabulosa. Depois irei te linkar pra sempre vir aqui...
Beijão, se cuida.

ass. Gleuber Militani

Cejane disse...

Amiga,
Obrigada pelo apoio nesse momento tão...posso dizer estranho, da minha vida.