sábado, 14 de junho de 2008

A vida começa com um café preto e amargo

Preto e amargo não são lá adjetivos muito sedutores, mas a verdade é que a vida - a minha pelo menos - só começa com um bom café preto e amargo. Depois da primeira xícara começo a lembrar quem eu sou, qual a agenda do dia, que tenho cabelo e um monte de cremes em cima da pia do banheiro... que preciso funcionar! Este sábado, dia 14 de junho, também começou assim... duas xícaras de café e uma trombada providencial com o Miojo (http://blogmiojo.com.br/), me despertaram o interesse de escrever um blog.
Um blog pra dividir com esse mundão digital minha vidinha de jornalista que mora sozinha, que ama Paulo Leminski, que coleciona canecas, que não se sente viva sem um bom livro, que não tem filhos, que trabalha muiiiiiiiiiiiiiiiito, que aos 35 anos ainda se permite amores tão...tão! Um blog pra dividir opiniões, desilusões, desabafos, bobagens... Um blog pra ajudar a vencer o tempo, pra contar o que está na minha caneca... fora o bom e velho café preto e amargo, que deixa a vida com um gosto tão bom!

2 comentários:

renivas disse...

"minha vidinha de jornalista que mora sozinha, que ama Paulo Leminski, que coleciona canecas, que não se sente viva sem um bom livro, que não tem filhos, que trabalha muiiiiiiiiiiiiiiiito, "me permita fazer alguns comentário e te ajudar a escrever essa parte do texto, vamos lá:que é admirada e amada por todos os familiares, mulher de um coração enorme e bondoso, que não tem fihos, porém e considerada como uma Mãe para os irmãos, enfim a Aline que nós amamos. bjs, Renivaldo.

Demas disse...

Aline,
descobri seu blog hoje. Vou ler tudo, hein?! Assim, mato um pouco das saudades de você.
Beijo

PS: Lembro bem desse café para "ligar" a menininha lá na Oficina. rsrs